Tarifa de pedágio sobe em São Paulo na virada do ano

As concessionárias das principais rodovias do Estado de São Paulo promoverão reajustes das tarifas de pedágios a partir de 1º de janeiro de 2004. O paulistano que deixar a capital após a celebração do réveillon, portanto, pagará entre 6,3 7% e 7,31% a mais para chegar até o interior ou litoral do Estado.As empresas que administram as rodovias argumentam que o porcentual de reajuste faz parte de um acordo firmado entre elas e o governo de São Paulo. Segundo relato das empresas, pelo acerto, os contratos seriam reajustados em 31,53%, índice do IGP-M dos 1 2 meses anteriores, em julho. O acordo definiu pelo reajuste em duas parcelas, 75% do montante em julho, e os 25% restantes em janeiro de 2004.A tarifa do pedágio das rodovias administradas pela ViaOeste (Presidente Castello Branco; Raposo Tavares; Senador José Ermírio de Moraes (SP-075); e Dr. Celso Charuri) subirá 6,37%. Na Castello Branco, por exemplo, o preço do pedágio passará a oscilar de R$ 5,30 a R$ 8 para carros, enquanto caminhões desembolsarão de R$ 16 a R$ 25.Já a Autoban, concessionária das rodovias Anhagüera e Bandeirantes, aumentará suas tarifas para carros de passeio de R$ 8,20 para R$ 8,80, reajuste de 7,31%. Assim, uma viagem de São Paulo até Campinas passa a custar R$ 17,60 para carros, uma vez que o trecho conta com duas praças de pedágio.Para quem vai ao Litoral Sul do Estado também deve preparar o bolso. A Ecovias, concessionária dos sistemas Anchieta e Imigrantes, aumentará sua tarifa de R$ 11,80 para R$ 12,60, alta de 6,77%. Para quem sai do Guarujá, o pedágio da Piaçagüera passa a cu star R$ 5,80.

Agencia Estado,

26 de dezembro de 2003 | 17h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.