Tarso: conveniados respondem por execução de ações

O governador do Rio Grande do Sul e ex-ministro da Justiça, Tarso Genro (PT), não quis dar entrevista sobre a auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) em convênios do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci). Em nota enviada por sua assessoria, ressaltou que a execução dos convênios é de responsabilidade de Estados e municípios. Para fiscalizar os projetos, Tarso alegou ter colocado equipes do controle interno do Ministério da Justiça.

Elder Ogliari, O Estado de S.Paulo

28 Julho 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.