Tasso acusa Lula de montar o esquema do mensalão

Ao acusar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva de montar o esquema do mensalão para "desviar dinheiro público e comprar deputados federais", o presidente do PSDB, senador Tasso Jereissati, disse que o pior de tudo é que a qualidade moral do Brasil despencou. Em discurso na cidade de Pacajus, a 50 quilômetros de Fortaleza, Tasso afirmou que quando o presidente implanta um sistema deste e diz que é normal, está "jogando por terra um dos maiores valores morais, que é ser honesto, ser correto e não mentir". "E um País não pode ter como norma dos seus dirigentes o roubo, a mentira e desonestidade", enfatizou.Com as dificuldades para tocar a campanha do tucano Geraldo Alckmin no Ceará, uma vez que o governador Lúcio Alcântara (PSDB), candidato à reeleição, não está colaborando, Tasso retoma neste fim de semana as viagens ao interior. Ele visitará sete municípios. Além de centrar fogo em Lula, vinculando o presidente à corrupção, o senador tenta mostrar que o programa Bolsa-Família tem origem no governo do PSDB e, fora esse projeto, o governo atual nada investiu em obras de infra-estrutura e na geração de empregos. "O Bolsa-Família foi criado por nós para ser um remédio que passa a dor. Quem está desempregado tem uma bolsa, enquanto não consegue um emprego. Mas não como remédio para curar. O remédio que cura é o emprego, e esse está sendo esquecido completamente", continuou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.