Tasso disse que pedirá apoio de Heloísa e de Cristovam

O presidente do PSDB, Tasso Jereissati (CE), afirmou que vai procurar nesta segunda-feira os candidatos derrotados à Presidência pelo PSOL, Heloísa Helena (AL), e pelo PDT, Cristovam Buarque (DF), para pedir o apoio deles a Geraldo Alckmin no segundo turno. Tasso acredita que há espaço para a candidatura de Alckmin crescer no Nordeste. Ele lembrou que em Sergipe Lula e Alckmin ficaram empatados. Assim que foi confirmado o segundo turno, Alckmin telefonou para Tasso para comemorar. Os dois marcaram de se encontrar nesta segunda em Brasília. "Vamos fazer uma grande aliança em torno de Alckmin", disse o presidente do partido. "Foi praticamente um empate, porque o Lula teve 48% dos votos e Alckmin 41%". Tasso estocou Lula: "Alckmin é um homem público, que não acha que é Jesus Cristo e nem é megalomaníaco", disse. "Nesta campanha terminamos em ascensão, o que é diferente da campanha presidencial de 2002".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.