Tasso quer acabar com a reeleição em 2010

O presidente nacional do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), apresentou um substitutivo que modifica a proposta de emenda à Constituição que propõe acabar com a reeleição presidencial, de governadores e prefeitos a partir de 2010. Segundo informou a Agência Senado, o substitutivo de Tasso, que é relator da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), deve constar na pauta da próxima reunião da CCJ, prevista para a próxima quarta-feira (2).Na avaliação de Tasso, os concorrentes à reeleição sempre levam vantagem na disputa, em função de sua exposição diária na mídia e da vinculação de seu nome às obras e ações de sua administração, apesar da legislação que garante isonomia entre os candidatos e da fiscalização e controle realizados pela Justiça Eleitoral. "A única medida que asseguraria a igualdade entre os concorrentes seria vedar a reeleição", justificou.A proposição de Tasso altera a proposta do senador Sibá Machado (PT-AC), e rejeita pontos como a duração do mandato presidencial de cinco anos e a coincidência dos mandatos federal, estaduais e municipais. O tucano ainda incluiu na medida um dispositivo que afirma que a norma só será válida a partir das eleições de 2010, mantendo a regra para aqueles que forem eleitos no pleito deste ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.