Taxista é assassinado por passageira ao reagir a assalto

Ao reagir a assalto praticado por dois homens, na Rua Antonieta Ferraz Diniz, no bairro do Morumbi, na capital paulista, quarta-feira à noite, o taxista Gercino Mendonça Prates, de 56 anos, foi baleado e morreu ao dar entrada no Pronto-Socorro do Hospital Iguatemi. De acordo com testemunhas, o tiro não foi disparado pelos assaltantes, mas pela passageira que ele transportava, que era cúmplice dos criminosos.Segundo a polícia, uma mulher fez sinal para o táxi parar e pediu que a levasse à Av. Brigadeiro Faria Lima. Antes que o carro partisse, surgiram dois homens armados anunciando o assalto. O motorista reagiu e tentou fugir. Nesse momento ouviu-se um estampido. O carro parou, a mulher desceu, com um revólver na mão, e fugiu a pé com os dois assaltantes. O inquérito policial de tentativa de roubo seguida de morte foi instaurado na delegacia do Portal do Morumbi. Policiais militares não conseguiram localizar nenhum dos criminosos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.