Taxista é morto por passageiro em Franco da Rocha

O taxista Lázaro Vieira de Souza, de 45 anos, foi morto a tiros, por volta das 2h30 da madrugada desta terça-feira, no Parque Vitória, em Franco da Rocha, na Grande São Paulo. Uma suposta testemunha do crime ligou para o 190 e avisou. Policiais militares do 26º Batalhão foram deslocados para a Estrada da Olaria, próximo a um conjunto da CDHU, e já encontraram Souza morto. O carro da vítima, um Fiat Uno verde, foi levado pelo assassino que, segundo informações fornecidas à Guarda Municipal, estaria bêbado. Segundo a Guarda Municipal, Lázaro estava parado em um ponto na região central da cidade, próximo de um bar, quando o rapaz que se passara por passageiro chegou e solicitou uma corrida ao colega de Lázaro. O outro taxista se negou a levar o suposto passageiro, que estaria embriagado, mas Souza teria se sensibilizado e resolveu fazer a viagem. O latrocínio foi registrado no Distrito Policial Central da cidade. O acusado, segundo o colega da vítima, é negro e usava uma jaqueta preta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.