TCU suspende pagamento para reconstrução de ponte no PR

O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou nesta quinta-feira, 24, a suspensão cautelar dos pagamentos a serem feitos pelo Departamento de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit) às empresas contratadas para as obras de reconstrução da ponte sobre a Represa Capivari, em Campina Grande do Sul, na região metropolitana de Curitiba. A ponte, que fica na Rodovia Régis Bittencourt, caiu na noite de 25 de janeiro de 2005 e foi entregue novamente ao tráfego em 30 de março deste ano.Segundo o Tribunal, haveria irregularidades em quatro dos cinco contratos realizados para a execução do serviço, que custou R$ 30 milhões. Em nota, o TCU diz que os preços declarados estavam acima da média de mercado. A soma dos sobrepreços chegaria a R$ 543.093,10. Os pagamentos não chegaram a ser efetuados. O tribunal deve ouvir os responsáveis pela obra no prazo de 15 dias. A coordenação regional do Dnit no Paraná negou qualquer irregularidade. "Há explicação para tudo", disse o assessor de comunicação, Carlos Marassi. Segundo ele, já tem se tornado comum o TCU mandar informações para a imprensa sem ouvir os órgãos responsáveis e, depois que isso é feito, mudar tudo. "Desta vez não será diferente", garantiu. Mas o Dnit ainda desconhece quais itens teriam sido apontados como irregulares. "Mas não tem nada de errado, a obra está lá, entregue e sólida", afirmou Marassi.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.