Tecladista do Jota Quest, vítima de seqüestro-relâmpago

O tecladista da banda Jota Quest, Márcio Túlio Marques Buzelin, de 33 anos, foi vítima de um seqüestro-relâmpago na noite de ontem, em Belo Horizonte, e teve sua caminhonete roubada. A Ford F-150 do músico foi fechada por volta das 18h por um Fiat Uno, quando ele seguia em direção ao Aeroporto da Pampulha, na região norte da capital mineira. Buzelin disse à polícia que três homens armados estavam no Fiat. Um deles assumiu a direção da caminhote e o tecladista foi colocado no banco de trás. De acordo com Buzelim, eles circularam pela cidade por mais de duas horas. O músico foi deixado na região central da capital, sem ferimentos. Os seqüestradores devolveram o celular e entregaram R$ 50 ao tecladista ? que não foi reconhecido ? para que ele pegasse um táxi. Até o final da tarde de hoje, nenhum suspeito havia sido preso.

Agencia Estado,

21 de junho de 2004 | 19h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.