Técnicos do Ibama vão avaliar danos da P-7

Por determinação do ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, técnicos do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) vão deslocar-se para a Bacia de Campos, no litoral do Estado do Rio de Janeiro, para avaliar, "in loco", a extensão do dano ambiental causado pelo vazamento de óleo da Plataforma P-7, da Petrobrás, ocorrido na madrugada de hoje. Segundo informou há pouco a assessoria do ministério, a missão deverá elaborar um laudo técnico sobre os esses danos. O trabalho será realizado pela superintendência do Ibama no Rio. Os técnicos deverão fazer um sobrevôo da área de helicóptero, ainda hoje. Ainda conforme a assessoria do Meio Ambiente, a Gerência de Segurança, Meio Ambiente e Saúde da Petrobrás já informou ao Ibama que o vazamento não representa risco de afundamento ou explosão.

Agencia Estado,

12 de abril de 2001 | 14h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.