Temer admite que Cabral pode apoiar Alckmin

O presidente do PMDB, deputado Michel Temer, admitiu nesta quarta-feira, 2, a possibilidade do candidato do PMDB ao governo do Estado do Rio, senador Sérgio Cabral, favorito até agora na corrida sucessória e que está neutro na disputa presidencial, vir a apoiar a candidatura Alckmin.Temer fez a declaração durante o encontro com o candidato da coligação PSDB/PFL à Presidência da República, Geraldo Alckmin, e com os deputados Moreira Franco (PMDB-RJ) e Eliseu Padilha (PMDB-RS), no qual Franco foi escolhido para integrar, como representante da ala oposicionista de seu partido, a equipe de coordenadores da campanha de Alckmin. Franco, que não disputará as eleições de outubro, terá que fortalecer a candidatura de Alckmin no Rio de Janeiro, onde o tucano está em situação delicada, já que a candidatura ao governo do deputado federal Eduardo Paes (PSDB) não deslanchou. Pelas pesquisas disponíveis, Alckmin estaria em terceiro lugar nas preferências do eleitorado do Rio, atrás de Heloísa Helena, do PSOL.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.