Temer anuncia ato público de apoio à candidatura de Alckmin

O presidente do PMDB, deputado Michel Temer (SP), informou que pretende promover nos próximos dias um ato político de apoio à candidatura presidencial de Geraldo Alckmin pela coligação PSDB-PFL. Hoje Temer anunciou apoio a Alckmin, um dia após o jantar realizado na Granja do Torto, no qual o presidente Lula recebeu o apoio de pelo menos 19 dos 27 diretórios do PMDB que lançaram o Movimento Pró-Lula, uma ação da ala governista do partido.Ainda não estão definidos a data e o local da manifestação, sugerida pelo ex-governador de Pernambuco Jarbas Vasconcellos, que participou, no início da noite, de reunião com Temer, o presidente do PFL, senador Jorge Bornhausen (SC), o candidato a vice na chapa de Alckmin, senador José Jorge (PFL-PE), e o coordenador da campanha, senador Sérgio Guerra (PSDB-PE). A idéia, segundo Temer, é a de reunir no ato político representantes dos diretórios do PMDB que apóiam Alckmin contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Será um gesto simbólico", disse Temer. Ele explicou que decidiu formalizar seu apoio a Alckmin, conforme combinado com o candidato em São Paulo no sábado, para se contrapor ao noticiário sobre apoio do PMDB governista à candidatura de Lula. "Estamos a setenta dias das eleições, e o que vem sendo divulgado é que o PMDB estaria aderindo à candidatura de Lula em troca de cargos", disse. A reunião do Conselho Político da campanha de Alckmin marcada para amanhã, em São Paulo, foi adiada, mas, mesmo assim, a cúpula do PFL irá à capital paulista para uma reunião com o candidato, que estará chegando da Europa. O encontro está previsto para as 18 horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.