Divulgação
Divulgação

Temer anuncia intenção de construir presídio federal no RS

Após críticas por ter qualificado massacre no AM como 'acidente pavoroso', presidente classificou situação carcerária como 'algo chocante'

Fernando Soares, Especial para o Estado

09 Janeiro 2017 | 13h23

ESTEIO - O presidente Michel Temer (PMDB) anunciou na manhã desta segunda-feira, 9, que um dos cinco presídios federais que serão construídos no País - um por região - deverá ser no Rio Grande do Sul.

Temer manifestou essa intenção ao governador do Estado, José Ivo Sartori (PMDB), durante a entrega de ambulâncias a 340 municípios brasileiros em evento realizado em Esteio, na região metropolitana de Porto Alegre.

Durante o discurso, Temer, criticado por ter qualificado como “acidente pavoroso” o massacre de presos no Complexo Penitenciário Anísio Jobim, em Manaus, classificou como “algo chocante” a superlotação em presídios no País.

O presidente da República disse ainda que o governo tem preocupação “inafastável” com o tema da segurança pública e destacou a determinação dada a Estados de que os presos devem cumprir pena em estabelecimentos distintos de acordo com natureza do delito, idade e sexo, o que, segundo ele, não acontece no País.

Temer disse ainda que “lamentavelmente” a segurança pública está em evidência, tornando “imperiosa” a construção de novos presídios. Também chamou a atenção ao Plano Nacional de Segurança apresentado pelo governo após as rebeliões no Norte.

“Espero que, em 20 anos, quem esteja ocupando essa tribuna diga que está construindo apenas escolas, não presídios”, afirmou Temer. /COLABORARAM DANIEL WETERMAN E EDUARDO LAGUNA

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.