ERNESTO RODRIGUES/ESTADAO
ERNESTO RODRIGUES/ESTADAO

Temer sanciona MP que destina verba de loterias para Segurança Pública, Cultura e Esporte

De acordo com o ministério da Segurança Pública, o dinheiro da loteria garantirá, pela primeira vez, recursos estáveis, previsíveis e permanentes

Mariana Haubert, O Estado de S.Paulo

12 Dezembro 2018 | 18h36

BRASÍLIA - O presidente Michel Temer sancionou nesta quarta a medida provisória que destina metade da arrecadação com loterias da Caixa Econômica para as áreas de Segurança Pública, Cultura e Esporte. 

"A segurança pública é fundamental e é prioridade para os brasileiros e para o nosso governo. Encontramos uma fórmula, sem invadir competência dos Estados, para coordenar e integrar a área.

De acordo com o ministério da Segurança Pública, o dinheiro da loteria garantirá, pela primeira vez, recursos estáveis, previsíveis e permanentes. O montante que poderá ser destinado à pasta pode chegar a R$ 4,2 bilhões em 2022 que serão usados para investimentos e custeios destinados aos estados e municípios. Em 2018, a pasta recebeu R$ 584 milhões em recursos adicionais. 

 

Inicialmente, o governo havia editado uma medida provisória que destinava recursos apenas para a área de segurança., por meio do Fundo Nacional de Segurança Pública. Mas, diante  da pressão de entidades do setor de cultura e esporte e dos próprios ministérios das duas áreas, o presidente editou um novo texto em julho. A MP original diminuía os repasses das loterias para essas áreas para aumentar os recursos do fundo de segurança. 

 

A MP também estabelece novos produtos lotéricos, dentre os quais um tipo de loteria terá que destinar parte dos seus recursos para escolas públicas que atingirem metas estabelecidas para os resultados de avaliações nacionais do Ministério da Educação.

 

Durante a tramitação da MP no Congresso, o futuro ministro da Justiça do governo Bolsonaro, Sérgio Moro, elogiou o seu conteúdo e defendeu sua aprovação.

 

O governo federal prevê que a MP das Loterias garantirá o repasse anual de cerca de R$ 1 bilhão para a área da segurança pública, R$ 630 milhões para o esporte e R$ 443 milhões para a cultura. Mas o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, afirmou que o valor pode chegar a R$ 2 bilhões no próximo ano e R$ 4,2 bilhões em 2022. 

 

Durante a cerimônia de sanção, Temer destacou que 20% dessas verbas serão destinadas para a melhoria das condições pessoais dos policiais e agentes penitenciários de todo o Brasil. O presidente afirmou ainda que seu governo realizou avanços não apenas na área econômica, com algumas reformas, mas também na preservação ambiental e manutenção de programas sociais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.