Temer tenta bancar líder e ministro durante encontro

Para debelar mais um foco de insatisfação na base aliada, o vice-presidente Michel Temer se reuniu ontem à noite por quase três horas com os insatisfeitos do PMBD e com o líder da legenda na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), cuja liderança está sendo questionada.

Rafael Moraes Moura, O Estado de S.Paulo

23 Agosto 2011 | 00h00

Deputados rebeldes têm contribuído para desestabilizar o ministro do Turismo, Pedro Novais, um peemedebista patrocinado pelo líder. Depois do encontro, questionado sobre a permanência do ministro do Turismo, Osmar Terra (RS) disse que a questão "vai depender dos próximos dias". "Contra ele não tem nada, mas isso também tem uma questão política que precisa ser resolvida. Vamos ver como isso vai se comportar nos próximos dias", afirmou.

Após a reunião, Alves admitiu que é preciso "ouvir mais" e prometeu mais "diálogo" com os correligionários.

Parte da bancada do partido pressionava por não ter sido agradada na composição de segundo e terceiro escalão da máquina federal. A demora levou o grupo a até ameaçar apoiar a instalação de uma CPI da Corrupção para investigar os escândalos do próprio governo. Há também críticas à atuação de Alves na hora de consultar o partido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.