Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Temor agora é de guerra na periferia

Uma semana após o início dos ataques a bases da Polícia Militar e a ônibus, Salvador teve ontem um dia calmo. Mas moradores da periferia se dizem temerosos de que a cidade enfrente novos confrontos, agora entre traficantes.

Tiago Décimo, SALVADOR, O Estadao de S.Paulo

15 de setembro de 2009 | 00h00

No dia 4, Cláudio Campanha, apontado como chefe do tráfico em Salvador, foi transferido para presídio de segurança máxima de Campo Grande (MS), o que causou, segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia, os ataques que deixaram 10 módulos policiais e 14 ônibus danificados e 13 feridos. Treze suspeitos foram mortos pela polícia e 19, presos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.