Temperatura deve começar a aumentar nesta terça em SP

A tarde desta terça-feira, 1º, não deve ser tão gelada quanto a desta segunda, 31, a mais fria do ano na cidade de São Paulo, quando os termômetros não passaram dos 12,7 graus. A máxima nesta terça deve chegar a 19 graus entre o fim da manhã e o início da tarde com a expectativa de algumas aberturas de sol, de acordo com a meteorologista Josélia Pegorin, da Climatempo. Essa situação deve ocorrer também nas regiões de Campinas, Sorocaba, Botucatu, no sul e no leste paulistas e no litoral. A tendência é de menos umidade e mais aquecimento a partir de quarta-feira, 2.No norte do Estado de São Paulo, nas regiões de Ribeirão Preto e São José do Rio Preto, até o fim da manhã a temperatura máxima deverá atingir os 27 graus. Porém, antes disso, um forte nevoeiro cobre várias cidades desta região com a visibilidade em torno dos 500 metros. Essa neblina é resultado da umidade muito alta após a chuva dos últimos dias. Frio continuaApesar de algumas aberturas de sol a partir desta terça, o frio deve continuar com pancadas isoladas de chuva e temperaturas entre 11 e 21 graus em São Paulo até a próxima quinta-feira, 3. A frente fria foi embora, mas ainda deixa muita nebulosidade no Estado, onde as próximas madrugadas permanecerão frias. Somente na sexta-feira, 4, quando não há previsão de chuva, a temperatura máxima deve alcançar os 23 graus SulNo Sul do País, as temperaturas continuam muito baixas. Porto Alegre amanheceu nesta terça com frio de 4 graus. O céu fica nublado, mas com pouca chuva, na serra gaúcha, no leste de Santa Catarina e no centro-norte do Paraná. O sol aparece nas outras áreas da região e o tempo fica firme.Recordes de frioNa segunda-feira, a cidade de São Paulo teve a tarde mais fria do ano: a temperatura não passou dos 12,7 graus, de acordo com medição feita pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) no Mirante de Santana, na zona norte. Ontem, 31, também foi a tarde mais fria do ano no Rio de Janeiro. A temperatura não passou dos 20,1 graus na Praça Mauá, segundo o Inmet.A situação é inversa à da semana passada, quando São Paulo teve dias de verão em pleno inverno com temperaturas em torno dos 30 graus e umidade do ar oscilando entre 20% e 30%. Na segunda-feira, 24, a cidade de São Paulo registrou 30,2 graus, a maior temperatura no mês de julho desde 1943.A madrugada da segunda-feira, 31, também foi a mais fria do ano no Rio Grande do Sul. A estação da MetSul Meteorologia de São José dos Ausentes, na divisa com Santa Catarina, registrou 6,2 graus negativos. Na mesma região, os termômetros do 8º Distrito de Meteorologia chegaram a marcar 4,6 graus negativos em Cambará do Sul e 4,2 graus negativos em Bom Jesus. Houve casos de congelamento de água em encanamentos e em lagos e açudes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.