Temporais causam transtornos no ano-novo no RS

Em Porto Alegre, vendaval derrubou cobertura e feriu duas pessoas; em Itajaí, cem casas ficaram danificadas

Elder Ogliari, especial para O Estado de S.Paulo

01 de janeiro de 2013 | 13h48

PORTO ALEGRE - Diversos vendavais ocorridos entre a noite de segunda-feira e a madrugada desta terça-feira atrapalharam festas de virada do ano e provocaram estragos em diferentes regiões do Rio Grande do Sul.

 

Em Porto Alegre, um temporal interrompeu a comemoração do ano-novo na Usina do Gasômetro por volta da 1 hora. O vento derrubou a cobertura de uma das tendas montadas no local. Houve correria e duas pessoas ficaram feridas, sem gravidade. No balneário do Cassino, que concentra a comemoração da cidade do Rio Grande, na zona sul, a festa foi suspensa por causa da chuva.

 

Em Ijuí, no noroeste, os estragos foram ainda maiores. O vendaval danificou pelo menos cem casas e arrancou parte do telhado de um hospital. Ninguém ficou ferido, mas alguns pacientes tiveram de ser removidos para outras alas do prédio. Em Agudo, na região central, dezenas de casas ficaram destelhadas. O vento também derrubou postes e árvores em Santana do Livramento, Santa Maria e São Sepé.

 

 

Mais conteúdo sobre:
ano novo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.