Temporais elevam nível dos rios e causam prejuízos no RS

Rajadas de vento superaram os 100 km/h e provocou a queda de um galpão em Santo Cristo; chuva foi mais intensa na região norte

Elder Ogliari, O Estado de S. Paulo

02 Janeiro 2015 | 19h35

PORTO ALEGRE - A queda de um galpão, provocada por um temporal, matou 16 vacas leiteiras no interior de Santo Cristo, no noroeste do Rio Grande do Sul, na noite de quinta-feira, 1º. Serviços de observação meteorológica constaram que as rajadas de vento tiveram velocidades superiores a cem quilômetros por hora na região e, além de Santo Cristo, destelharam algumas casas em Santa Rosa, Giruá, Santo Ângelo e Campos Borges. Não há desabrigados. 


A chuva foi mais intensa ao norte, na divisa com Santa Catarina e, à medida em que a água foi descendo, fez o Rio Uruguai transbordar. A travessia de balsa da cidade brasileira de Porto Mauá para a Argentina de Alba Posse foi suspensa. O tempo melhorou durante a sexta-feira e não há perspectiva de vendavais ou enxurradas para os próximos dias. A previsão do 8º Distrito de Meteorologia indica que ainda podem ocorrer algumas pancadas de chuva isoladas neste sábado. Depois o tempo permanece parcialmente nublado pelo menos até segunda-feira.

Mais conteúdo sobre:
ChuvaventoRio Grande do Sul

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.