Secretaria da Defesa Civil/Divulgação
Secretaria da Defesa Civil/Divulgação

Temporais em Santa Catarina afetam mais de duas mil pessoas

Entre as 20 cidades mais atingidas pelas chuvas, duas decretaram emergência

Aline Torres , Especial para o Estado

10 Outubro 2015 | 14h48

FLORIANÓPOLIS - As chuvas estão mais amenas neste sábado, 10, em Santa Catarina. A trégua permitiu à Defesa Civil contabilizar danos dos temporais e granizos dos últimos dois dias. Segundo informações, 2,3 mil catarinenses foram afetados pelas chuvas, 20 cidades foram duramente atingidas, duas decretaram emergência.

A cidade que mais sofreu com o clima hostil foi Lebon Régis (363 km de distância de Florianópolis). A prefeitura decretou estado de calamidade, 1,5 mil pessoas foram prejudicadas, 300 casas estão seriamente danificadas. É preciso verba estadual e federal para dar início à reconstrução. O Corpo de Bombeiros distribuiu lonas para suavizar a situação. Já no Alto Vale, o rio Itajaí-Açu, responsável pelas grandes enchentes de 2008 e 2011 em Blumenau, transbordou e alagou a cidade de Rio do Sul. O rio marca 6,9 metros e deixou 130 desabrigados que estão improvisados em salões paroquiais de três igrejas.

Nas estradas há diversos deslizamentos. O mais grave é no caminho para Urubici, na Serra. No km 420 da SC 110 a queda de uma barreira interrompeu o trânsito. Já em Florianópolis, além dos apagões de energia, houve um deslizamento no Morro da Serrinha, no Maciço da Cruz. Uma casa está dependurada no barranco. A Defesa Civil interditou o local. Segundo o centro de meteorologia Epagri/Ciram, as tempestades devem perder intensidade, mas choverá até segunda-feira, já na terça uma frente fria se deslocará para Santa Catarina, o que pode provocar mais uma semana de chuvas no Estado.

Mais conteúdo sobre:
chuvas Santa Catarina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.