Agência RBS
Agência RBS

Temporais em SC deixam dois mortos e 2 mil desabrigados

Somente nas últimas 48 horas choveu mais que o esperado para o mês inteiro em 45 cidades; dez municípios entraram com pedido para que seja decretada situação de emergência

Aline Torres, Especial para o Estado

15 de julho de 2015 | 17h34

FLORIANÓPOLIS - Duas pessoas morreram em consequência das fortes chuvas que atingem Santa Catarina desde o fim de semana passado. Somente nas últimas 48 horas choveu mais que o esperado para o mês inteiro em 45 cidades. Dez municípios entraram com pedido para que seja decretada situação de emergência. A situação é mais crítica em Maravilha, Coronel Freitas e Chapecó, no Oeste catarinense, onde mais de 2 mil pessoas perderam suas casas e há 8 feridos, segundo a Defesa Civil.

Giane Gottardi, de 32 anos, foi arrastada pela correnteza em Coronel Freitas e seu corpo foi encontrado horas depois. Em São Joaquim, Wilson Godinho, de 19 anos, foi atingido por um raio e morreu antes da chegada do Samu. Constantes descargas elétricas foram registradas na Serra e no Oeste.

Segundo a prefeitura de Coronel Freitas, 60% da cidade foi prejudicada. Os níveis dos Rios Taquaruçu e Xaxim se normalizaram, mas deixaram um rastro de destruição: 30 imóveis tiveram perda total, 270 estão inundados, 2,5 mil alagados e mil pessoas estão desabrigadas no município. Em Maravilha choveu 203 mm até a noite de terça-feira. No mês inteiro estava previsto 130 mm.

Estradas no Oeste ainda estão interditadas em consequência dos deslizamentos que obstruíram as passagens. De acordo com a Epagri/Ciram (Centro de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina), as chuvas devem diminuir a partir desta quarta-feira, 15, gradativamente, e uma nova frente fria será responsável pela queda na temperatura, que já foi brusca nos últimos dias. Domingo à tarde Florianópolis registrava 28°C e nesta quarta os termômetros medem 16°C.

Mais conteúdo sobre:
AlagamentoChuvasSanta Catarina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.