Temporais que atingem o sul devem continuar, alerta Sedec

Áreas de instabilidade associadas ao avanço de uma nova frente fria vão provocar pancadas de chuva

Fabiana Marchezi, estadao.com.br

22 de julho de 2008 | 10h44

As Defesas Civis dos três Estados do Sul do País foram alertadas pela Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração Nacional, por conta da permanência dos temporais nesta terça-feira, 22. De acordo com a Sedec, áreas de instabilidade associadas ao avanço de uma nova frente fria provocam pancadas de chuva nos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Em alguns momentos, os temporais poderão ser acompanhados por raios e ventos de até 60 quilômetros por hora. Também nesta terça, a presença de um Ciclone Extratropical no oceano (no litoral do Uruguai) provocará rajadas de vento que podem superar os 80 quilômetros por hora no sul, sudeste e litoral gaúcho. Em mar aberto, as rajadas de vento podem atingir os 100 quilômetros por hora. Portanto, é desaconselhável as atividades de navegação neste período. Ressalta-se que esse tipo de ciclone (ciclone extratropical) é comum na região Sul. Outro detalhe importante é que ele não é semelhante ao furacão "Catarina" que atingiu RS e SC no mês de março de 2004.  A Sedec recomenda que a população evite áreas de alagamentos e lugares que ofereçam pouca ou nenhuma proteção contra raios e ventos fortes. Há risco de deslizamentos de encostas, morros e barreiras. Os alertas foram baseados em informações do Centro de Previsão e Estudos Climáticos (Cptec) e do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Tudo o que sabemos sobre:
temporais

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.