Temporal castiga paulistanos e provoca caos no trânsito

O temporal que voltou a atingir a capital paulista na tarde desta sexta-feira, 16, deixou todas as regiões da cidade em estado de atenção, fechou a pista principal do Aeroporto de Congonhas, prejudicou a circulação de trens, alagou diversas ruas e deixou o trânsito caótico. Às 17 horas, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou 102 quilômetros de congestionamento em toda a cidade, índice bem acima da média para o horário é de 71 quilômetros. Dos 47 pontos de alagamento registrados pelo Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura (CGE) até as 17 horas, 23 eram intransitáveis. Porém apenas um alagamento transitável estava ativo na Avenida das Nações Unidas, sentido da Rodovia Castelo Branco, na altura da Avenida Engenheiro Zuccolo.No mesmo horário, o pior trecho estava na pista expressa da Marginal do Tietê, sentido Penha-Lapa, onde o engarrafamento era de 8,5 quilômetros, desde a Rua da Coroa ate as proximidade da Ponte Piqueri. Ainda neste sentido da Marginal do Tietê, mas pela via local, a lentidão era de 8,5 quilômetros, desde o Viaduto Otto Baumgart até as proximidades da Ponte Piqueri.Já no Corredor Norte-Sul, formado pelas avenidas 23 de Maio, Rubem Berta e Moreira Guimarães, sentido Aeroporto de Congonhas, a morosidade era de sete quilômetros, entre os viadutos Pedroso e João Julião Da Costa Aguiar. Aeroporto e trensPor causa do temporal, a pista principal do Aeroporto de Congonhas, na zona sul da cidade, foi fechada para pousos e decolagens às 16h06 e só foi reaberta às 17h22. Vários vôos apresentaram atrasos.As duas linhas da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) que apresentaram problemas devido a alagamentos voltaram a circular normalmente às 16h50. Segundo a CPTM, nas linhas A (Luz-Francisco Morato) e B (Júlio Prestes - Itapevi ) as composições circularam com velocidade reduzida e interrupções por conta de alagamentos nos trilhos. Porém, os trens do Metrô ainda circulavam com velocidade reduzida nas linhas 1 (Jabaquara-Tucuruvi), 2 (Chácara Klabin-Vila Madalena) e 3 (Corinthians - Itaquera), por medidas de segurança. Até este horário, o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil já haviam sido acionados para diversas ocorrências, principalmente para socorrer pessoas ilhadas e para retirar árvores que caíram nas vias, especialmente nas zonas norte e oeste. Nenhuma ocorrência deixou feridos. Na região central, por volta das 16h30, os carros boiavam nas avenidas 23 de Maio e no início da Nove de Julho. O túnel do Anhangabaú também foi fechado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.