Temporal causa morte e prejuizos no interior do Paraná

Árvore caiu sobre automóvel deixando um morto e um ferido na cidade de Santa Helena

Ricardo Valota, da Central de Notícias,

15 de outubro de 2009 | 01h26

Um temporal, acompanhado de vendaval, causou prejuízos e pelo menos uma morte nas regiões oeste e sudoeste do Paraná, na noite desta quarta-feira, 14, segundo dados da Defesa Civil Estadual. Na cidade de Santa Helena, um homem morreu após uma árvore cair sobre o carro onde ele estava. Outro ocupante ficou ferido. Cerca de 2 mil pessoas foram afetadas pela chuva, que destelhou e danificou parcialmente pelo menos 50 residências.

 

Em Cascavel, foram mais de 600 casas destelhadas pelo vento. Boa parte da cidade está sem energia. A torre de uma rádio e postes de luz foram derrubados. O temporal, com granizo, teve início em Cascavel por volta das 21 horas. Em Diamante do Oeste, o granizo tomou conta de boa parte das ruas e praticamente toda a cidade está sem luz. Pelo menos 25 casas ficaram destelhadas na área urbana e outras 25 na área rural.

 

Na cidade de Matelândia, foram 350 residências danificadas pelo temporal, mas não houve feridos. O município também está sem energia em razão da queda de postes e de árvores sobre a fiação. Em Palotina, 84 famílias contabilizam os prejuízos em suas residências; o mesmo ocorre em Medianeira com outras 30 famílias.

 

O vendaval danificou pelo menos 200 residências em Três Barras do Paraná. Dez delas ficaram completamente destruídas. São 600 pessoas desalojadas e 300 desabrigadas. Em Igatu, o vendaval deixou boa parte da cidade sem energia. Dez pessoas ficaram feridas, uma delas em estado grave. Na cidade de Ampère, pelo menos 30 residências foram destelhadas.

Tudo o que sabemos sobre:
temporalParanávendaval

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.