Temporal de granizo provoca destruição em Arabá

Um temporal de granizo, seguido de forte ventania, causou destruição e deixou em pânico os 1,5 mil moradores do distrito rural de Arabá, município de Ouroeste, na divisa de São Paulo com Minas Gerais, na tarde desta sexta-feira, 22. O vento arrancou árvores e pôs ao chão 12 postes de energia elétrica, destelhou 50 casas, derrubou paredes e arrancou teto de um posto de saúde e de uma creche.A cobertura de zinco do Ginásio de Esportes foi arrastada por mais de 2 quilômetros de distância. Na escola estadual José de Souza Cabral, as 60 crianças do ensino infantil ficaram apavoradas e tiveram de ser retiradas às pressas depois que as telhas foram levadas e uma parede caiu. Um poste foi derrubado e os fios caíram no pátio da escola.O prefeito Nelson Pinhal (PTB) acionou a Defesa Civil e decretou estado de calamidade pública. Até as 18 horas a prefeitura de Ouroeste, que enviou cerca de 100 funcionários para recuperar os estragos, não tinha contabilizado os prejuízos, informou o engenheiro civil João Donizete Bonfim.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.