Temporal deixa ruas e casas alagadas em Aparecida e Potim

A chuva forte que caiu na noite de ontem sobre as cidades de Aparecida e Potim, no Vale do Paraíba, causou prejuízos à população de alguns bairros dos municípios. Em Aparecida, segundo boletim divulgado pela Defesa Civil, choveu 100,6 milímetros cúbicos durante duas horas. O volume de chuva é considerado alto, já que o Plano de Prevenção da Defesa Civil do Estado (PPDC) alerta para ações de prevenção quando chove 90 milímetros cúbicos em três dias. A chuva começou em Aparecida e Potim por volta das 21h30 e parou antes da meia-noite. Mais de vinte casas ficaram alagadas e o bairro mais atingido foi o São Francisco. Houve alagamentos também nos bairros Itaguaçu e Ponte Alta. Segundo o presidente da Defesa Civil, José Roberto da Fonseca, a água atingiu cerca de 50 cm e muitos moradores tiveram móveis e utensílios perdidos. "Não houve nenhuma família desabrigada, mas todos tiveram muito trabalho em limpar suas casas e tentar salvar os móveis". Um grupo de quatorze funcionários da Defesa Civil ajudo no trabalho de limpeza das casas até às 4h30 da manhã. "Contamos também com a ajuda de voluntários", disse Fonseca. Na cidade de Potim, nove ruas do centro da cidade ficaram completamente alagadas. Os moradores tiveram a ajuda de policiais militares, que auxiliaram na limpeza das casas. Segundo a PM, alguns moradores perderam eletrodomésticos e móveis, mas nenhuma família teve que deixar sua casa. O temporal foi causado por uma frente fria que chegou ao Vale do Paraíba, provocando choque térmico. As chuvas cessaram nesta manhã, mas, segundo previsão do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), pode chover novamente amanhã à tarde. Por causa da previsão, os agentes da Defesa Civil continuaram monitorando as áreas de risco em Aparecida e Potim.

Agencia Estado,

11 de janeiro de 2003 | 11h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.