Temporal faz novos estragos no Rio de Janeiro

Um forte temporal de duas horas, na madrugadadesta terça-feira, voltou a castigar a Região Serrana do Rio. Os distritos de Itaipava e Correias, em Petrópolis, foram os mais atingidos. Uma pessoa ficou levemente ferida num deslizamento de terra.Os bombeiros registraram pelo menos dez quedas de barreiras e operários trabalharam para desobstruir estradas. Apesar disso, não houve mortes nem desabrigados. Em Itaipava, duas casas desabaram. Uma no condomínio de classe média alta Vale do Sossego e outra na Estrada do Gentio.No caminho que liga Itaipava a Teresópolis, umdeslizamento de terra atingiu a casa de Manuel Araújo Barbosa, de 41 anos, que sofreuapenas um corte no pé direito. Vários pontos da mesma estrada ficaram sem passagempor causa da terra que desceu dos barrancos.Em Correias, três casas desabaram no bairro Castelo São Manoel. Além disso, a queda de árvores, na rodovia União Indústria, deixou a cidade sem luz e telefone até demanhã.No noroeste e norte fluminense, muito atingidos pelos temporais da semana passada, a chuva deu uma trégua nesta terça-feira. No entanto, o temporal do fim de semana deixou 300 desalojados e 350 desabrigados em São Francisco do Itabapoana, que faz fronteira com o Espírito Santo.Os principais rios da região continuam com os níveis acima do normal. Em Bom Jesus do Itabapoana, a Defesa Civil registrou 400 desalojados, e em Natividade, 300. Em Cantagalo, onze famílias perderam suas casas. O prefeito da cidade, GeraldoPires Guimarães (PSB), informou que, nos últimos cinco dias, foram registradas 300 quedas de barreiras. Na madrugada desta segunda-feira, um casal morreu soterrado nobairro de Ligante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.