Temporal mata criança índia no Rio Grande do Sul

Temporais em diversas regiões do Estado mataram uma criança e deixaram dezenas de desabrigados nesta segunda-feira, no Rio Grande do Sul. Na aldeia guarani de Inhacapetum, no município de São Miguel das Missões, no oeste do Estado, uma menina de seis anos morreu dentro de casa, atingida por uma descarga elétrica, durante uma tempestade com diversos raios. É a segunda tragédia provocada pelo mau tempo em apenas quatro dias. Na quinta-feira da semana passada, em Antônio Prado, na serra, um vendaval derrubou parte de uma escola provocando a morte de quatro crianças e um adulto.As enchentes forçaram duas prefeituras a decretar situação de emergência. Em Santa Maria seis famílias ficaram desabrigadas por alagamentos próximos ao arroio Caveira. Em Santo Ângelo, a água isolou os bairros da zona leste. Seis pontes foram interditadas. Em outros municípios, que não decretaram situação de emergência, também houve diversos estragos. A passagem de trens foi suspensa em Ijuí porque uma barreira próxima à linha férrea ameaçava romper-se. Cinco famílias foram retiradas de casas que estão em zona de risco. Em Panambi, o rio Fiúza saiu do leito e invadiu 50 casas. Em Carazinho, 17 casas ficaram alagadas. O vento destelhou totalmente duas casas e parcialmente outras oito em Entre Ijuís.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.