Tentativa de seqüestro causa 4 mortes em Santos

Uma tentativa de seqüestro provocou pânico na população do bairro do Gonzaga, um dos mais movimentados da cidade, deixando três seqüestradores mortos e um estudante, atingido nas costas por uma bala perdida durante o tiroteio.A polícia acredita que cerca de 20 pessoas fortemente armadas com metralhadoras, fuzis e escopetas participaram da operação, quecomeçou nesta terça-feira pela manhã, com o seqüestro do guarda-noturno do edifício de luxoCoral, localizado na Avenida Washington Luís, na zona nobre da cidade.Depois, seqüestraram os pais do guarda e os três foram mantidos em cativeiro até a noite desta terça-feira, quando o funcionário retornou, sob ameaça, às suas funções.O alvo dos bandidos era Eleodoro Alves da Costa, de 46 anos, dono de uma casa de câmbio e morador do edifício. Ele foi atraído por volta das 22 horas pelo guarda até a garagem do edifício. Ao perceber que era um assalto, a vítima gritou por socorro e foi levada ao seu apartamento, onde os marginais recolheram dinheiro e objetos de valor.Eles passaram quase duas horas no local e, ao tentarem sair levando o empresário, foram surpreendidos pela polícia, que havia sido avisada por vizinhos. Ao chegarem ao local, as primeiras viaturas foram recebidas a tiros, que partiam de várias direções, e revidaram. O socorro chegou logo, e poucos depois eram 60 policiais e 20 veículos da polícia no local, que foi transformado numa praça de guerra.Ao final, três ladrões haviam morrido, sendo que dois foram identificados: Fábio Tamulis e EliênioPereira do Nascimento, ambos de 25 anos, e Edilson de Santana Reis, 34 anos. Todos moradores na zona leste de São Paulo.Bala perdidaO estudante Thiago Simões Costa, de 23 anos, havia saído de casa para passear com seu cachorro, quando começou o tiroteio. Ele foi alvejado por uma bala perdida e morreu ao ser encaminhado ao hospital.Ele estava se preparava para prestar vestibular para o curso de comércio exterior. No tiroteio, três policiais e três pessoas que passavam pelo local foram feridos sem gravidade. Na perseguição aos bandidos, vários carros foram atingidos por disparos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.