Terceiro desmanche é encontrado em SP

A polícia descobriu no final da manhã desta quarta-feira mais um desmanche de carros na região de Campinas. Foi o terceiro desmanche encontrado no Estado nos últimos três dias. O desmonte de automóveis roubados era feito no interior de uma loja de autopeças usadas, no Jardim Brasil, em Americana, a 140 quilômetros de São Paulo.Duas pessoas foram presas. A Polícia Civil não soube informar quantos carros desmontados estavam depositados no local. O desmanche foi encontrado por policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Campinas. A loja de peças usadas tinha alvará de funcionamento emitido pela prefeitura local.O flagrante em Americana ocorreu dois dias depois de ter sido descoberto em Campinas, no Jardim Campos Elíseos, um grande desmanche onde estavam depositadas peças de pelo menos mil automóveis, entre nacionais e importados, 90% dos quais roubados na região.A operação em Campinas contou com 50 policiais e 15 viaturas da Divisão de Investigação sobre Furtos e Roubos de Veículos e Cargas (Divecar) de São Paulo. No momento da ação da polícia, cinco carros roubados estavam sendo desmontados, e vinte e uma pessoas foram presas.A Divecar informou que se trata do maior desmanche já descoberto no Estado de São Paulo. O dono do depósito, que também funcionava no interior de uma autopeças, Alfredo de Alcântara, ainda não havia sido localizado até o final da tarde desta quarta-feira.A polícia de Campinas somente foi notificada do flagrante depois de ele ter ocorrido. O diretor da Delegacia de Investigações sobre Crime Organizado (Deic) de São Paulo, Godofredo Bittencourt Filho, disse que esse tipo de procedimento é comum.O Ministério Público divulgou que vai apurar o envolvimento de policiais de Campinas com o desmanche do Campos Elíseos. Há três anos, o MP recebeu denúncias de que carros roubados eram desmontados no depósito e solicitou que a Polícia Civil de Campinas fizesse uma blitz no local. Nada foi encontrado.O Ministério Público desconfia que pessoas envolvidas com os criminosos possam tê-los avisado da blitz e por isso nada de irregular foi descoberto.Além de Campinas e Americana, outro desmanche foi encontrado na região, nesta terça-feira, em Indaiatuba. Dentro de um galpão alugado foram encontradas peças de pelo menos 20 automóveis furtados. Sete pessoas foram detidas, três delas quando tentavam subornar os policiais militares com R$ 10 mil.A operação contra o desmanche de Indaiatuba foi coordenada pelo Serviço Reservado da Polícia Militar. Motoristas de dois caminhões, com placas de Santa Bárbara D´Oeste e Curitiba, que carregavam peças, foram presos no local, junto com dois funcionários. Outro funcionário, sua mulher e advogado foram detidos em um encontro marcado com a polícia, durante a tentativa de suborno. A polícia de Indaiatuba não divulgou a identidade deles.

Agencia Estado,

10 de abril de 2002 | 22h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.