Teresópolis decreta situação de emergência

Estragos provocados pelo temporal deixou 480 imóveis interditados e 196 pessoas desalojadas

Solange Spigliatti,

10 Abril 2012 | 11h48

São Paulo, 10 - A Prefeitura de Teresópolis, na região serrana do Rio, decretou situação de emergência nesta terça-feira, 10, por conta do temporal que atingiu a cidade na última sexta-feira, 6, deixando cinco mortos e 24 feridos.

A situação de emergência em Teresópolis foi determinada pelo prazo de 90 dias, podendo ser prorrogado por até 180 dias. Para isso, foram considerados os estragos causados pelo temporal, quando choveu 220mm em apenas quatro horas, volume esperado para todo o mês de abril.

De acordo com relatório da Defesa Civil, liberado na manhã desta terça-feira, 480 imóveis foram interditados e foram realizadas 610 vistorias técnicas nos últimos quatro dias, com 196 pessoas alojadas em quatro pontos de apoio.

O decreto lista os bairros mais atingidos: Santa Cecília, Barroso, Araras, Bom Retiro, Várzea, Meudon, Tijuca, Rosário, Agriões, Alto, Comary, São Pedro, Caxangá, Fonte Santa, Quinta Lebrão, Vale da Revolta, Perpétuo, Pimentel, Jardim Meudon, Coreia, Corta Vento, Fátima, Jardim Cascata, Granja Guarani, Taumaturgo, Iúcas, Carlos Guinle, Quarenta Casas, Recanto dos Artistas, Prata, Vale do Paraíso, Barra do Imbuí, Beira Linha, Vila Muqui, Fazendinha, Albuquerque e Ermitage - na área urbana, e Três Córregos, Canoas, Montanhas, Varginha, Venda Nova, Vargem Grande e Prata dos Aredes no interior do Município.

 
Mais conteúdo sobre:
chuva teresópolis estado de emergência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.