Termina protesto de perueiros em Campinas

Depois de três dias acampados em frente ao Palácio dos Jequitibás, onde funciona a prefeitura de Campinas, cerca de 50 perueiros deixaram o local, ontem à noite. A prefeitura entrou com uma ação cautelar na Justiça pedindo a liberação da Avenida Andrade Neves, ocupada pelos manifestantes, e obteve liminar. A Polícia Militar esteve no local para negociar a saída dos perueiros, que resolveram obedecer a liminar. Por volta das 20h30, eles começaram a deixar o Palácio dos Jequitibás. Os perueiros protestavam contra as regras do novo sistema de transporte coletivo de Campinas. Eles optaram por assumir as linhas seletivas, com transporte diferenciado e passagens mais caras, a R$ 1,50, contra R$ 1,30 cobrado pelos ônibus. Mas queriam que o seletivo tivesse a passagem reduzida para R$ 1,30. A prefeitura concordou, apenas por um período, até maio. Os perueiros queriam que o prazo se estendesse por um ano e, como a prefeitura não aceitou, organizaram o protesto. Ficou acertado que na quarta-feira os alternativos se reunirão com a Secretaria de Transportes para apresentar a pauta de reivindicações. Eles reconheceram que essa pauta ainda não existe, mas será elaborada até a próxima reunião.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.