Termina rebelião de presos em Curitiba

A rebelião promovida por 21 presos da sétima galeria da Penitenciária Estadual de Piraquara, na região metropolitana de Curitiba, terminou por volta das 23 horas, mais de 12 horasapós seu início. Catorze detentos que têm penas a cumprir em outros estados foram levados para o Centro de Observação Criminológica e Triagem (COT), ao lado do presídio provisório de Curitiba, no bairro do Ahu, e os dois últimos reféns foram liberados. Eles não sofreram nenhuma violência física.No COT, os presos aguardarão as negociações que serão feitas na próxima semana visando a transferência para os estados de origem. Cinco deles pretendem ir para São Paulo. Durante a rebelião, dois presos - Saneu Aparecido Santos e Maikon Júlio Passos Ferreira dos Santos, ambos paranaenses - foram mortos pelos companheiros, em razão de divergências entre facções criminosas. O secretário de Segurança Pública do Paraná, Aldo Parvianello disse que será instalada uma sindicância para ver onde houve ?equívocos? de segurança.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.