Termina rebelião de presos em delegacia de Salvador

Após quase 8 horas de motim, detentos são transferidos e entregam os seis colegas feitos reféns

Ricardo Valota, do estadao.com.br,

08 de dezembro de 2007 | 19h57

Terminou às 17h30 deste sábado, 8, a rebelião de presos na Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE), no Complexo dos Barris, em Salvador. Cerca de 80 presos fizeram seis colegas reféns às 10 horas deste sábado. A carceragem, com capacidade para 35 homens, estava superlotada e os presos exigiam a transferência para outras unidades prisionais. Segundo os rebelados, as celas já chegaram a abrigar 135 pessoas.  Os seis reféns tiveram ferimentos leves, segundo o delegado Carlos Habib, titular da DTE. Ainda de acordo com Habib, 25 dos 80 presos serão transferidos para o Presídio de Salvador e os outros deverão ser levados para outros presídios, já que as celas ficaram destruídas e não há condições de abrigarem os detentos. O delegado disse que o destino dos presos será definido pela Secretaria de Justiça da Bahia. A rebelião começou após uma revista nas celas. Com os presos, foram encontrados um celular e um carregador. Além dos objetos, os policiais descobriram um buraco que estava sendo cavado em uma das celas e ligações clandestinas, vindas de fora, que permitiam o uso de energia elétrica para recarregar os celulares. Há cerca de três meses, segundo Habib, as mulheres que se encontravam presas no local foram transferidas para as celas da 6ª DP (Brotas), mas o local voltou a ficar superlotado. 

Tudo o que sabemos sobre:
motimpresosSalvador

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.