Termina rebelião em presídio na Bahia

Sem ter as reivindicações atendidas e vencidos pelo cansaço, os 256 presos do presídio de Teixeira de Freitas, no extremo sul da Bahia, encerraram ontem à noite o motim iniciado na quinta-feira. O carcereiro Atílio Bispo, tomado como refém, foi libertado sem ferimentos. Os presos pediam entre outras coisas sala para visita íntima, televisão e revisão de penas. Oficiais da Polícia Militar que comandaram as negociações para a libertação do carcereiro cortaram o fornecimento de água, luz e comida para o presídio numa tática de vencer os rebelados pelo cansaço, o que acabou ocorrendo. As reivindicações foram encaminhadas à direção do presídio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.