Termina seqüestro de 80 dias de estudante filha de empresário

Depois de 80 dias em poder de seqüestradores, a estudante Natasha Ometo, de 16 anos, filha de um dos acionistas da Usina União da Barra, localizada em Barra Bonita, interior de São Paulo, foi liberada pelos bandidos na noite de ontem na zona Oeste da capital paulista. A menina havia sido seqüestrada por volta das 16h de um domingo, próximo ao shopping West Plaza, na Barra Funda, zona Oeste, quando voltava da cidade do interior e dirigia-se com o motorista da família para a casa da mãe, em Perdizes. Segundo a polícia, na ocasião o carro onde estava Natasha foi cercado por 5 homens que colocaram-na junto com o motorista em outro veículo. O funcionário da família foi liberado minutos depois. Todas as negociações do resgate com os bandidos foram feitas pelo irmão da estudante, que mora nos Jardins, e pelo pai dela. O valor do resgate, não informado, foi pago por volta das 5h de ontem. A menina chegou em casa por volta das 23h em um táxi. Hoje, após às 8h, policiais civis da Divisão Anti-seqüestro darão uma entrevista coletiva na sede localizada em Higienópolis, no antigo prédio da Secretaria de Segurança Pública de SP.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.