Termina seqüestro de comerciante na zona Leste

Terminou na noite de ontem o seqüestro do comerciante Paulo Nunes Batista, de 37 anos, que começou às 21h da última terça-feira. Um dos seqüestradores foi morto pela polícia no final da tarde de ontem quando um dos parentes da vítima realizava a entrega do valor do resgate. Policiais da Delegacia Anti-Seqüestro, de campana, trocaram tiros com o bandido, e teve início uma intensa procura pelo local do cativeiro, onde Paulo ainda era mantido refém.Com a movimentação policial na região, os seqüestradores resolveram abandonar o local onde mantinham o comerciante refém, no quarto dos fundos de uma casa, em uma favela, na mesma região do Sapopemba, zona Leste da capital paulista. Dois homens suspeitos foram detidos próximo à casa usada como cativeiro no momento em que os policiais nela entravam e serão interrogados.A vítima foi surpreendida pelos três bandidos quando chegava em casa na terça-feira à noite. No cativeiro, Paulo foi obrigado a usar óculos escuros, sofreu agressões físicas, ficou amarrado e quase não foi alimentado. Logo no primeiro contato dos seqüestradores, a família da vítima procurou a polícia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.