Terminais de ônibus de SP ganham telefone para surdo-mudo

A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) de São Paulo, em parceria com a Telefônica, instalou, em seus Terminais Metropolitanos, aparelhos de telefone públicos especiais para uso de deficientes auditivos e da fala. Desenvolvidos para assegurar a comunicação e a inclusão social deste grupo, os aparelhos atendem à Lei nº 10.098/2000 que estabelece normas gerais e critérios para a promoção da acessibilidade de pessoas portadoras de deficiência.O equipamento é conectado a um telefone público comum, acionado com uso do cartão telefônico. A pessoa portadora da deficiência recebe por escrito as informações enviadas, assim como digita suas mensagens. Se no telefone de destino houver o mesmo aparelho, a transmissão é direta. Caso a ligação seja feita para um telefone comum, um atendente recebe as mensagens e as repassa para a pessoa do outro lado da linha, bastando para isso discar o número 1402.Foram instalados 12 aparelhos, nove deles nos terminais do Corredor Metropolitano São Mateus-Jabaquara (Ferrazópolis - plataforma A, São Bernardo - plataforma B , Piraporinha - próximo aos sanitários públicos, Diadema - plataforma A, Jabaquara - plataforma A, Santo André Leste - plataforma C, Santo André Oeste - plataforma A, São Mateus - passarela e Sonia Maria), um no posto PEJ - Passageiro Especial Jabaquara, um no Terminal de Cotia (hall de acesso) e um no CECOM/EMTU.A instalação foi feita pela Telefônica em espaços cedidos pela EMTU, em pontos de fácil acesso. Uma equipe da EMTU recebeu treinamento sobre a operação do equipamento e o repassará entre os operadores dos terminais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.