Termômetros ficam negativos no Rio Grande do Sul

Cambará do Sul teve mínima de - 0,3° C nesta noite; SP e Rio também também tiveram queda de temperatura

Paulo R. Zulino, do estadao.com.br,

05 de agosto de 2007 | 14h23

A forte massa de ar frio e seco polar que chegou ao Brasil derrubou novamente a temperatura nas regiões sul e sudeste neste domingo, 5. O amanhecer foi com temperatura em torno de zero grau nos municípios mais altos das serras gaúcha e catarinense.   Na região de Santa Maria, na depressão central gaúcha, e também em Uruguaiana, no Vale do Uruguai, a mínima foi de apenas dois graus. A Grande Porto Alegre amanheceu nublada e gelada neste domingo, com temperatura de 5 graus.   Em Cambará do Sul, no entanto, a mínima oficial foi de - 0,3 graus. Santa Catarina também sofre com a queda na temperatura. Em São Joaquim, os termômetros apontaram mínima de 1,4 grau. O ar polar chegou ao sul de Mato Grosso do Sul e de Mato Grosso, com mínima de 08 graus em Ponta Porã e de apenas 12 graus em Cuiabá.   Depois de um sábado com sol e calor, São Paulo e Rio de Janeiro também tiveram queda significativa na temperatura. A passagem de uma frente fria em alto-mar causou aumento de nuvens e chuva fraca no começo deste domingo na faixa leste de São Paulo, onde está a capital. Ao longo do dia, o céu permanece encoberto e pode voltar a chover no fim da tarde na cidade. A máxima neste domingo não deve passar dos 19 graus.   No litoral, a previsão é de chuva fraca e muitas nuvens o dia todo, com a temperatura podendo chegar aos 21 graus. No interior do Estado, no entanto, o predomínio é de sol e calor, com os termômetros na casa dos 30 graus.   A segunda-feira em São Paulo deve começar com muitas nuvens na capital. No entanto, o sol logo aparece, com a temperatura máxima podendo chegar a 21 graus.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.