Termômetros registram madrugada mais fria do ano no Rio

A frente fria estacionada sobre o Rio de Janeiro provocou chuvas, ventos fortes e ressaca no litoral do Estado, com ondas de até 3 metros de altura que danificaram as madeiras do deque do mirante do Leblon, na zona sul. A água invadiu também o calçadão do Arpoador, em Ipanema. A madrugada desta quarta-feira foi a mais fria do inverno deste ano no Rio, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Os termômetros registraram 13,4º C no Alto da Boa Vista, zona norte da cidade.Em Niterói, no Grande Rio, o vento com velocidade entre 30 e 40 quilômetros por hora levou grande quantidade de areia das praias de São Francisco e Charitas para as pistas da Avenida Quintino Bocaiúva, que ficou parcialmente interditada. No Pico das Agulhas Negras, em Itatiaia, no Sul Fluminense, houve geada e a temperatura chegou a marcar cinco graus negativos durante a madrugada.PingüinsA mudança na corrente marítima arrastou três pingüins para o litoral do Rio. Um deles recebeu o apelido de sesquicentenário, em homenagem aos 150 anos de fundação do Corpo de Bombeiros, comemorado no domingo. Ele foi encontrado no posto 4 da Praia da Barra. Os pingüins foram levados para o zoológico de Niterói, onde receberam os primeiros cuidados.O mar revolto deu trabalho aos bombeiros. Dezesseis pescadores se arriscaram em pedras na Praia da Barra e foram resgatados. "O mar cresce e eles não têm como sair. Colocam a vida em risco", explicou o comandante do Estado Maior do Corpo de Bombeiros, coronel Marcos Aurélio Silva.Mesmo com a ressaca, o consultor de empresa Jorge Gomes, de 49 anos, entrou no mar agitado do Leme, zona sul. "Fiz uma hidromassagem, mas não mergulhei. Respeito o mar, até porque há muitas valas hoje", disse ele, que mora na Avenida Atlântica, em Copacabana. "Corro 12 quilômetros por dia, sempre de manhã. Parei de fumar e de beber. Faço exercício no cartão postal do Rio, nem preciso de academia". Segundo o Inmet, o clima deve melhorar na quinta-feira no Rio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.