Terreno abandonado é transformado em praça em SP

Cerca de cem pessoas participaram hoje, por volta do meio-dia, da inauguração da Praça Matheus Grou, localizada na Rua Matheus Grou, número 510, em Pinheiros, na zona oeste. A iniciativa do projeto foi da Associação dos Moradores e Comerciantes da Matheus Grou e contou com a parceria da Prefeitura, por meio da Subprefeitura de Pinheiros, que cedeu a área de 840 metros quadrados. A obra, avaliada em R$ 75 mil, foi patrocinada pelo Banco Itaú e contou com a colaboração de empresários e lojistas da rua. O evento contou com a presença da subprefeita Bia Pardi.Segundo o presidente da Associação, Luiz Eugenio de Mello Dall´Olio, a idéia da construção da praça, no lugar onde antes havia um terreno baldio, começou a ser discutida em março de 2001. Depois de muitas negociações com a Subprefeitura de Pinheiros e da aprovação do projeto, as obras começaram, em setembro de 2002. "O nosso objetivo com a construção da praça foi transformar um lugar ocioso em área de lazer e de benefício à comunidade."A praça, que liga as Ruas Matheus Grou e Doutor Virgílio de Carvalho Pinto, tem playground, área para idosos, outra para jogos e ainda mais uma para leitura, quadra de vôlei, duas miniquadras de street basket e minianfiteatro, além de uma cabine de internet pública.ParceriasA manutenção da praça será realizada pela associação e pelos próprios moradores. "Ganhamos esse espaço de lazer maravilhoso. Nada mais justo que colaborarmos para a preservação", disse a moradora Marita Bueno. Segundo a moradora Joseita da Silva, com a construção da praça, além de o local ficar mais valorizado, haverá um espaço para que a comunidade possa se conhecer melhor. "O convívio entre as pessoas é fundamental para a construção de um mundo melhor. Precisamos cuidar do espaço em que vivemos."Paralelamente à inauguração, a organização não-governamental Cidade Aprendiz, em conjunto com a associação dos moradores, lançou o movimento que pretende transformar a Rua Matheus Grou em "rua cidadã". "A idéia central é transformar a Matheus Grou na primeira rua de educação e firmar o local como berço do conceito de bairro-escola", diz Dall´Olio. Eventos e atividades, que serão realizados pela ONG, terão a função de integrar a comunidade nesse espaço.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.