Terrorismo é fruto da cultura atual, diz arcebispo

O arcebispo da Arquidiocese do Rio de Janeiro, dom Eusébio Oscar Scheid, disse, nesta segunda-feira, que o terrorismo é fruto da cultura difundida na sociedade atual.?Creio que nossa cultura está no fim. Temos que construir uma outra cultura, E todos os sintomas que se tenham visto de terrorismo e de manifestações violentas, só denotam a falência de uma cultura mal colocada, em cima do pavor, do medo e da destruição do ser humano. Temos de caminhar para uma cultura de solidariedade?, afirmou o religioso, em palestra na sede da Associação Comercial do Rio, no centro da cidade, onde foi homenageado.Durante a cerimônia, o arcebispo, que assumiu a diocese do Rio em setembro, recebeu do presidente da associação, Marcílio Marques Moreira, a medalha da ordem do mérito Barão de Mauá, no grau ouro.Dom Eusébio recebeu homenagens de personalidades católicas e, em seguida, proferiu palestra na qual criticou a ?falta de verdadeiros valores? no mundo atual. ?Às vezes, o que não tem valor é colocado no topo, enquanto os verdadeiros valores são pisoteados. A hegemonia, o narcisismo, o imperialismo e todas aquelas ideologias prepotentes representam desgraça para a humanidade?, disse o arcebispo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.