Tesoureiro de sindicato é assassinado em Manaus

O tesoureiro do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários e Urbanos Coletivos deManaus, Antônio José Rego, de 38 anos, foi morto a tiros de revólver calibre 38, por dois homens trajando uniformes escolares, na noite da última quinta-feira. O crime aconteceu à porta da casa da vítima. A polícia informou que o assassinato aconteceu por causa de questões relacionadas com a antiga diretoria do sindicato.Depois que assumiu o cargo de tesoureiro da entidade, cujo presidente é Ednelson Alves, Rego começou a denunciar desvio de verba por parte dos dirigentes anteriores. Segundo a mulher dele, Sebastiana Rego, que testemunhou o homicídio, otesoureiro do sindicato vinha recebendo telefonemas anônimos com ameaças de morte.Nas chamadas, ainda segundo Sebastiana, um desconhecido dizia que José Rego não viveria o suficiente para ver as denúncias apuradas. A morte é investigada pela Delegacia de Homicídios.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.