Testemunhas de julgamento de Beira-Mar serão ouvidos em MS

Juiz federal Odilon de Oliveira tentou fazer oitiva na região extremo sul do Estado, mas não teve autorização

João Naves, especial para O Estado de S.Paulo

26 de maio de 2008 | 19h08

Testemunhas de acusação no processo onde o traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, que aparece com outras 23 pessoas acusadas por lavagem de R$ 12 milhões, em Coronel Sapucaia, divisa com o Paraguai, no Mato Grosso do Sul, serão ouvidas, ainda sem data marcada, dentro do Presídio Federal de Campo Grande.  O juiz federal Odilon de Oliveira, tentou fazer a oitiva das testemunhas em vários locais da região extremo sul do Estado, mas não conseguiu autorização. Isso mostra que Beira-Mar não está tendo espaço fora do presídio para tratamento médico e até para estar presente aos atos processuais aos quais responde.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.