"The Times" destaca condenação de PM por chacina no Rio

O jornal britânico The Times destacou em sua edição de quinta-feira, 24, a condenação a 543 anos de prisão, em regime fechado, do policial militar Carlos Jorge Carvalho, um dos responsáveis pela Chacina da Baixada Fluminense, na qual 29 pessoas foram mortas nas cidades de Queimados e Nova Iguaçu em 31 de março de 2005.Para o jornal, trata-se de uma rara e veloz decisão em um país onde elementos nocivos nas forças de segurança freqüentemente agem sob impunidade, diante de um sistema legal ineficiente e indiferença pública ao que acontece nas favelas.O julgamentoNo pior massacre já registrado no Estado do Rio, o júri popular, composto de cinco mulheres e dois homens, foi unânime ao condenar Carvalho por 29 homicídios, uma tentativa de homicídio e formação de quadrilha na última quarta-feira em um julgamento que durou três dias.A juíza Elizabeth Louro proferiu a sentença às 18h50 de quarta. Foram contabilizados 18 anos por 30 homicídios, resultando em 540. Foram tirados, em seguida, 6 anos, já que a 30.ª vítima sobreviveu. Aos 534 anos restantes, somaram-se 9 anos pelo crime de formação de quadrilha. Carvalho, preso desde abril do ano passado, dias depois da chacina, ouviu a sentença de cabeça baixa, como ficou durante os três dias de julgamento. Imediatamente, os familiares dos mortos, que se uniram desde o crime para lutar por justiça, comemoraram, abraçados uns aos outros e chorando.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.