Timbalada e Ivete animam a tarde de domingo em Salvador

O carnaval de Salvador começou a pegar fogo no início da tarde deste domingo quando o grupo Timbalada passou pela passarela da Praça do Campo Grande, no centro da cidade animando o bloco Os Internacionais, misturando cantigas de roda com uma das músicas mais polêmicas do percussionista Carlinhos Brown, "Ralé" que fala de um "Jesus Palestino", guerra fria e do conflito do Oriente Médio. O cantor Ninha, que está saindo da Timbalada, embora seja um símbolo da banda, atacou de "Atirei o pau no gato" levando os três mil foliões do bloco a voltar à infância. Depois emendou com "Três, três passará" ampliando o clima de cantigas de roda. Ninguém poderia imaginar é que, em seguida, passaria a uma música que trata dos conflitos religiosos que tanto afligem o mundo. Os tambores da Timbalada anunciaram "Ralé", composição onde Jesus é caracterizado como integrante da mesma ralé da qual faz parte o povo. "A gente é solução se amando/tá quente a guerra fria/Jesus desde menino/é palestino" bradava Ninha, insistindo: "o amor é a solução" e levando os foliões à loucura arrastando a multidão em direção à Praça Castro Alves. A irreverente Ivete Sangalo surgiu depois incendiando a avenida com todo o pique no seu quarto dia de trabalho no carnaval, cantando no bloco Os Corujas. Ao parar na passarela do Campo Grande para os tradicionais agradecimentos, recebeu o disco de platina de diretores da sua gravadora, a Universal, pela venda de 600 mil cópias do último CD. Comemorou cantando seu sucesso "Festa", convidando entre outros, o prefeito João Henrique Carneiro que assistia do camarote oficial, a "tirar a camisa" e seguir atrás do seu trio que iria percorrer os oito quilômetros do Circuito Osmar num percurso que dura em média cinco horas. Cem entidades carnavalescas estão previstas para sair às ruas hoje, animando o domingo de carnaval na orla marítima, no centro e no Pelourinho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.