Tiririca será chamado a fazer prova de ditado

JUSTIÇA ELEITORAL

, O Estado de S.Paulo

30 Outubro 2010 | 00h00

A Justiça Eleitoral informou ontem que deve marcar audiência para que o humorista e deputado eleito Tiririca redija um ditado. A audiência é parte da ação penal que apura se ele é alfabetizado, conforme declarou para concorrer ao cargo. Ele que não redigiu sozinho a declaração entregue. A defesa alegou que sua mulher o ajudou a escrever o documento em virtude de uma lesão que dificultaria a aproximação do dedo indicador ao polegar de Tiririca. O deputado eleito não é obrigado a comparecer ao teste, mas se o fizer de forma satisfatória poderá obter absolvição sumária. Caso contrário, o processo terá continuidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.