Reprodução/Google Street View
Reprodução/Google Street View

Tiroteio em centro espírita do PE termina com 4 mortos e 8 feridos

Bando anunciou assalto durante uma palestra pública; PM que acompanhava a cerimônia reagiu

Monica Bernardes, Especial para O Estado

06 Julho 2017 | 19h30

RECIFE - Um assalto a uma casa espírita em Jaboatão dos Guararapes, na região metropolitana de Recife, terminou com 4 pessoas mortas e pelo menos 8 feridas na noite desta quarta-feira, 5. 

Pelo menos seis assaltantes anunciaram a investida durante uma palestra pública no Grupo Espírita Amor ao Próximo, que era acompanhada por pelo menos 150 pessoas. Houve pânico e tiroteio depois que um dos frequentadores da instituição, que era policial militar, foi identificado pelos bandidos e reagiu.

Segundo testemunhas, durante a abordagem aos fiéis, o PM Alexandro Alves de Melo, de 45 anos, reagiu, realizando vários disparos de arma de fogo. Ele, dois dos assaltantes e uma outra frequentadora do local, identificada como Luiziana de Barros Correia Nunes, de 57 anos, acabaram morrendo. 

Outras 8 pessoas ficaram feridas pelos disparos, a maioria sem gravidade. Administradora de empresas, Luiziana era cunhada do deputado federal Silvio Costa (PTdoB-PE) e tia do deputado estadual Silvio Costa Filho (PRB-PE). Ela estava no local com o filho e o marido, que também foram rendidos pelos assaltantes.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Pernambuco. Segundo a delegada Gleide Angelo, que esteve no local, com os suspeitos que morreram no local, a polícia encontrou uma bolsa com cerca de 30 celulares e objetos roubados, além das armas usadas na investida. 

Na manhã desta quinta, a polícia confirmou que pelo menos um dos assaltantes que havia fugido do local foi capturado quando procurava atendimento médico. O rapaz, que não teve a identidade revelada, está internado sob custódia no Hospital Getúlio Vargas, na zona oeste do Recife. O delegado Ian Campos vai ficar à frente das investigações.

 

Mais conteúdo sobre:
RECIFEJaboatão dos Guararapes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.