Tiroteio em Copacabana deixa 5 feridos

Uma tentativa de assalto na manhã desta quinta-feira naAvenida Nossa Senhora de Copacabana, a mais movimentada de Copacabana, deixou dois assaltantes e três pedestres feridos e levou pânico a quem passava pela rua. Dois bandidos numa moto roubaram um malote de um carro-forte que acabara de estacionar em frente à agência do Citibank. Com a chegada da polícia, houve intenso tiroteio e os pedestres ficaram no meio do fogo cruzado. Apavorados, eles se jogaram no chão para escapar dos tiros.Dois ladrões foram presos. Os assaltantes contaram com a cobertura de outros dois bandidos, que estavam em outra moto e fugiram do cerco policial. Eles chegaram à agência, que fica no número 619 da Nossa Senhora de Copacabana, por volta das 8 horas. Anunciaram o assalto e pegaram um malote do carro-forte. Os policiais estavam próximos ao banco e chegaram quando eles se preparavam para fugir. A perseguição durou 40 minutos e se estendeu pela avenida até a Praça Cardeal Arcoverde, onde fica o metrô de Copacabana. Os pedestres se protegeram entrando em prédios, se escondendo atrás de carros e se jogando no chão. Gerente de uma padaria do bairro, Ancelmo Luís da Silva, de 56 anos, foi atingido no rosto e está internado no Hospital Copa D?Or, em observação. Ele sofreu uma fratura na mandíbula. O ferimento atingiu as vias respiratórias. Silva foi baleado quando voltava do mesmo hospital, onde fora para tratar de uma virose.Pedro Rangel, de 54 anos, que estava num ponto de ônibus, foi baleado no braço, e Paulo Roberto Vieira, de 54 anos, que passava perto do banco, ficou ferido na perna direita. Rangel e Vieira estão internados no Hospital Miguel Couto e não correm risco de vida.Os dois assaltantes foram feridos e presos. Carlos Alberto Torres, de 32 anos, levou um tiro de raspão na cabeça e Cláudio Henrique Ferreira Silva, de 27, foi alvejado na perna e no braço direitos. Silva ainda está internado no Miguel Couto. Torres, foi liberado pouco depois de dar entrada na unidade e disse à polícia que o assalto teve a cobertura de dois homens cujos apelidos são Cão ePano. Todo o grupo é do Morro da Mineira, no centro, segundo seu depoimento. O dinheiro roubado, R$ 6,2 mil, foi recuperado, assim como uma pistola, um revólver e uma moto.PavorComerciantes que trabalham nos prédios vizinhos ao Citibankcontaram que viveram momentos de pavor. A vendedora Lourdes Gomes de Lima, de 63 anos, estava chegando para trabalhar quando ?começou o bangue-bangue?. ?Corri para dentro de um prédio. Nunca vi nada assim. Fiquei tonta e com medo de morrer?, contou. Ela trabalha há dez anos na loja de roupas infantis Infante, que fica em frente ao banco e teve a vitrine atingida por uma bala. Na porta da loja, a polícia recolheu oito cápsulas. Uma bala também acertou o supermercado Farinha Pura, que fica a cem metros do banco. Outra pegou no porta-malas de um táxi. O motorista, Jorge Cândido, ficou bastante assustado. ?Foi muito tiro. Encostei o caro para me esconder e pouco depois senti o impacto. Fiquei com medo de uma bala atingir o bujão de gás do carro.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.