Tiroteio em favela do Rio deixa pelo menos 6 mortos

Um intenso tiroteio ocorrido na manhã deste domingo na favela Kelsons, na Penha, zona norte do Rio, resultou na morte de pelo menos cinco suspeitos e um policial militar. Policiais do 16º Batalhão da Polícia Militar (BPM) receberam uma denúncia anônima da presença de suspeitos armados, dentro de um carro, que estariam tentando invadir o local, controlado por milícias. Uma equipe do Posto de Policiamento Comunitário da região foi averiguar a informação e constatou a presença do grupo e chamou reforço. O tiroteio começou por volta das 8h40, próximo ao mercado São Sebastião, segundo a polícia. Informações preliminares dão conta de que mais criminosos tentavam invadir a favela. A perseguição e troca de tiros se estendeu por três quilômetros. O policial que morreu, segundo a polícia, estava de folga e passava pelo local de carro quando teria sido vítima de uma tentativa de assalto. O veículo usado pelos suspeitos e o armamento (um fuzil, uma granada e quatro pistolas) foram apreendidos e levados à 22ª Delegacia de Polícia, no bairro da Penha, zona norte do Rio. A polícia permaneceu na favela ao longo do dia para vasculhar o local e apurar a informação de que haveria pelo menos mais três mortos.

Agencia Estado,

11 Fevereiro 2007 | 17h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.